Ministro apresenta hoje estado da diplomacia angolana

Nos últimos tempos, algumas embaixadas e missões diplomáticas angolanas no exterior têm sido encerradas devido a questões financeiras, no âmbito da reestruturação do sector das relações exteriores

O ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, fará hoje, à imprensa, o balanço do estado da diplomacia angolana ao longo deste ano. O acto, a decorrer em Luanda, terá a duração de uma hora, com a participação dos diferentes órgãos de comunicação social públicos e privados, e o ministro vai falar sobre os caminhos que a diplomacia angolana percorreu durante o período 2019/2020. Angola mantém relações diplomáticas com vários países do mundo nos mais vários domínios, desde à política, económica e cultura. No entanto, nos últimos tempos, algumas embaixadas e missões diplomáticas angolanas no exterior têm sido encerradas devido a questões financeiras, no âmbito da reestruturação do sector das relações Exteriores. O início do processo de reestruturação do Ministério das Relações Exteriores (MIREX) constituiu uma das principais acções do sector.

Neste sentido, foram encerradas a Missão de Angola junto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), das embaixadas no México, na Grécia e no Canadá.Também importa referir que, actualmente, 12 processoscrime contra diplomatas, entre os quais chefes de missões, deram entrada, nos últimos dois anos, na Procuradoria Geral da República (PGR), segundo declarações recentes do ministro das Relações Exteriores, que falava aos deputados da 3ª Comissão da Assembleia Nacional, no âmbito da apreciação, na especialidade, da Proposta de Lei do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2020. Os mesmos respondem, entre outras práticas, por subtracção de valores. Sem especificar nomes, Manuel Augusto adiantou que, desse leque, um diplomata acabou preso e dois outros devolveram ao Estado os valores subtraídos.

error: Content is protected !!