O editorial:A cultura de doar

O editorial:A cultura de doar

Não vai ser fácil ao banco de leite humano apetrechar- se com as quantidades necessárias para acudir todas as crianças necessitadas. Vai ser difícil e precisar de muita e muita sensibilização. Em Angola está cada vez mais difícil encontrar gente solidária, é o que se nota com a diminuição drástica de dadores de sangue, por exemplo. Hoje, quase só em troca de algum ganho. Há que refl ectir e perceber o que falhou, o que continua a falhar, e há que actuar com o máximo de transparência e de informação. Estes actos de salvar vidas devem ser parte da educação de cada cidadão, para que ele aja com naturalidade. Mas, para já, boas conversas com as parturientes das maternidades podem ajudar um pouco.