Ensino recebe mais de 2 milhões de novos alunos em 2020

Ensino recebe mais de 2 milhões de novos alunos em 2020

Mais de dois milhões de novos alunos vão frequentar aulas no ano lectivo 2020, em todo o país, anunciou, nesta segunda-feira, a ministra da Educação, Ana Paula Elias

Segundo a ministra, que falava na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, o enquadramento dos referidos alunos no sistema de ensino e aprendizagem resulta da disponibilização de novas salas de aulas, sem, no entanto, especificar o número das novas infra-estruturas. Ana Paula Elias indicou apenas que estão em construção cinco mil novas escolas em todo país, algumas das quais em fase conclusiva. Dados indicam que o sector necessita de seis mil e 371 escolas, tendo como foco o fim do número de alunos fora do sistema de ensino, estimado em um milhão 302 mil e 760. Estas escolas vão reproduzir-se em 57 mil e 143 salas de aulas, que poderão juntar-se às actuais 18 mil e 297 escolas (este ano funcionam um total de 97 mil e 459 salas).

Para garantir o processo de ensino e aprendizagem, Ana Paula Elias avançou que contarão com mais 10 mil professores a serem recrutados no concurso público realizado recentemente. De acordo com a ministra, para atender a demanda o sector necessita de 40 mil novos professores para se juntarem aos 181.624 mil existentes actualmente. O ministério prevê distribuir 37 milhões e 785 mil e 537 manuais do ensino primário em todo o território nacional. A ministra afirmou que o Executivo tudo fará para retirar os alunos debaixo das árvores e dar melhores condições nas próximas salas de aulas. “ O nosso objectivo é reduzir o número de alunos fora do ensino, bem como tirar todas as crianças debaixo das árvores. Para isso estamos a apostar nas construções de novas salas de aulas e apetrechadas com tecnologia para acolher os alunos”, disse.

Escola do kk5000

Relativamente a situação dos alunos da escola do KK5000, que passou agora a espera pública depois da intervenção da Procuradoria- Geral da República (PGR) que determinou o fim da gestão privada, a ministra afirmou estar acautelada, sublinhando que vão frequentar o ano lectivo sem constrangimentos. Informações disponíveis indicam que, no fim-de-semana, a comissão de gestão indicada pelo Ministério da Educação manteve um encontro com os pais e encarregados de educação durante a qual transmitiu-se a garantia do arranque do ano lectivo 2020 na data prevista. Aos pais e encarregados de educação que não queiram ver os educandos na escola pública, os membros da comissão anunciaram que poderão solicitar as respectivas transferências e matricular os filhos em escolas do seu agrado. A referida escola, com 24 salas de aula, foi transformada, em 2016, em colégio privado. A Urbanização do KK5000 conta com uma escola do ensino primário e do I ciclo. Durante o ano lectivo 2019, em todo país, foram matriculados 10 milhões 608 mil e 415 alunos no ensino geral.