FABOXE prepara “operação” Pré-Olímpico no Senegal

O presidente da Federação Angolana de Boxe (FABOXE), Carlos Luís, garantiu a este jornal que a Selecção Nacional participa no torneio qualificativo aos Jogos de Tóquio 2020 que a cidade de Dakar, Senegal, acolhe em Fevereiro próximo

Por:Kiameso Pedro

O presidente da Federação Angolana de Boxe (FABOXE), Carlos Luís, disse ontem a O PAÍS que a Selecção Nacional sénior masculina participa de 20 a 29 de Fevereiro próximo no torneio pré-olímpico de Dakar, Senegal, prova qualificativo aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, no Japão. Carlos Luís explicou que a Federação tem boas perspectivas na competição, uma vez que a mesma será realizada pelo Comité Olímpico Internacional (COI), por via de uma comissão organizadora denominada “Task Force”. O dirigente mostrou-se satisfeito pelo facto de o COI ter assumido a organização, pondo de fora a Associação Internacional de Boxe (AIBA). Carlos Luís afirmou que o sistema de arbitragem da AIBA tem colocado em causa o bom nome do boxe olímpico e resulta sempre de práticas sucessivas de corrupção.

O responsável revelou que na AIBA há um grupo de pessoas que tem favorecido as selecções consideradas fortes, em detrimento daquelas sem expressão. “Quando a AIBA era chamada para organizar os torneios pré-olímpicos, esta por sua vez, era aliciada com valores monetários por algumas selecções que pretendiam ser favorecidas pelos homens do apito durante as lutas”, revelou. O presidente assegurou que a Selecção Nacional vai fazer-se representar com oito atletas. De acordo com aquele dirigente, a comissão técnica da Federação remeterá, nos próximos dias, a lista dos 20 pré-convocados que irão preparar o Préolímpico. O presidente da FABOXE, Carlos Luís, considerou positivo o balanço da época desportiva 2019. Apesar das dificuldades financeiras que o país atravessa, algumas provas foram realizadas. Mas, o Nacional em sub- 20 teve de ser cancelado, porque a Federação não tinha verbas.

error: Content is protected !!