Polícia japonesa encontra restos humanos em barco suspeito da Coreia do Norte

A Polícia japonesa encontrou os restos mortais de pelo menos cinco pessoas num barco de madeira suspeito de ser da Coreia do Norte, na costa de uma das ilhas mais afastadas do Japão no Sábado, disse um oficial da Guarda Costeira

A Polícia fez a descoberta no bote do barco de madeira por volta das 9:30 da manhã (00:30 TMG) no Sábado, na ilha de Sado, que fica na costa da província de Niigata, no Noroeste do Japão, disse Kei Chinen, oficial da Guarda Costeira. A Polícia encontrou cabeças de duas pessoas e cinco corpos, disse Chinen, acrescentando que a causa da morte está sob investigação. O funcionário não pôde confirmar imediatamente se as cabeças pertenciam aos cinco corpos ou eram de outras duas pessoas, dizendo que estão a ser investigadas. O barco de madeira tinha letras e números escritos em coreano por fora, acrescentou. Um agente policial viu, pela primeira vez, o barco de madeira na Sexta-feira à tarde. A Polícia esperou até Sábado antes de entrar devido ao clima instável.

A descoberta no Sábado marca a segunda vez, desde o mês passado, que um barco de madeira chegou às margens da ilha do Sado, disse Chinen. A terrível descoberta aumenta os problemas que o Japão e a Coreia do Sul têm com a vizinha Coreia do Norte, já que laços diplomáticos tensos sobre o programa de armas nucleares do Norte podem dificultar a realização de uma investigação. O líder norte-coreano Kim Jong Un deu aos Estados Unidos até o final do ano para propor novas concessões nas negociações sobre o arsenal nuclear do seu país e reduzir as tensões entre os adversários. Também na Sexta-feira, a emissora pública japonesa NHK enviou um boletim de notícias informando incorretamente que a Coreia do Norte lançou um míssil que caiu nas águas a leste do arquipélago japonês, emitindo um pedido de desculpas explicando que era um alerta de treinamento da mídia.

error: Content is protected !!