Sobe para 50 número de mortos na sequência do tufão Phanfone nas Filipinas

Sobe para 50 número de mortos na sequência do tufão Phanfone nas Filipinas

As autoridades filipinas elevaram ontem Terça-feira para 50 o número de pessoas mortas pelo tufão Phanfone, que causou estragos na área central do arquipélago, principalmente entre Terça e Sexta-feiras da semana passada. No último relatório, o Centro Nacional de Desastres referiu que, pelo menos, cinco pessoas estão desaparecidas na sequência do tufão, que provocou ainda 143 feridos e obrigou mais de 140 mil pessoas a refugiarem-se em abrigos temporários.

O Phanfone, baptizado localmente como Ursula, destruiu barcos, casas e provocou inundações, afectando 1,7 milhões de pessoas. De acordo com o último balanço, os danos materiais ascendem a cerca de 1.084 milhões de pesos (19 milhões de euros), incluindo 400 mil casas, 400 escolas e mais de 70 troços rodovi
ários. As Filipinas sofrem entre 15 e 20 tufões todos os anos durante a estação chuvosa, que começa por volta dos meses de Maio e Junho e geralmente termina entre Novembro e Dezembro.

Em Novembro de 2013, o tufão Sui Haiyan causou mais de 6.300 mortos, mil desaparecidos e 14 milhões de desalojados com ventos de 235 quilómetros por hora, que causaram um tsunami que varreu quilómetros da costa.