Carta do leitor: Angola no rumo certo

Carta do leitor: Angola no rumo certo

Caríssimo director, Feliz Ano Novo a si e a todos os profissionais do jornal OPAIS. Estamos no novo ano. 2020 tem de ser o ano de alguma melhoria em nossas vidas. Muito se fala, se faz, e muito se espera do Presidente e seu governo. Alguns cidadãos estão pessimistas quanto ao futuro do pais e, como é natural, outros estão convictos de que estamos no rumo certo. Depois de analisados os factos e julgadas as causas, pessoalmente, penso que não temos outro rumo.

Fique zangado quem quiser, o rumo certo é este tomado com muita coragem pelo Presidente João Lourenço. Quem quer que seja um dia Presidente de Angola, se de facto para ele “o mais importante é resolver os problemas do povo”, não tem outra saída. O caminho é o que JLo. está a abrir e a desbravar com toda a garra.

E não aceito canções da carochinha. Alguem tinha de aparecer para salvar o povo, o país e o MPLA. Há muito que tenho dito: Se você quer ser poder permanente, tem uma única solução:
Resolve os problemas do povo e não precisara de artimanhas para ficar no poder sem servir a população. Se tudo o que estão a fazer é para dar boa vida aos mais desfavorecidos, que o façam com legalidade e justiça.

Acabou a hora de se brincar com o povo e o país. Não se pode permitir que a luta contra o colonialismo em busca da liberdade e Independência redunde num autêntico fracasso. Acabou o espaço para poucas vergonhas. Um pais rico com gente pobre. Quando há países pobres com gente rica na sua vitalidade, educação e inteligência de invejar.

É preciso ganhar consciência e cimentar uma nova mentalidade de que Angola está a mudar e jamais voltará a ser o que foi há mais de três décadas.
A casa da mãe Joana, o pais dos chico-espertos e a terra do salve-se quem puder vai acabar. O voo com JLo. no comando está no rumo certo. É preciso o apoio de todos nós. Temos de construir uma Angola para o bem de todos.

TIO KANZALA