Grupo empresarial chinês anuncia criação de mídia 5G autônoma – Yangshipin

Grupo empresarial chinês anuncia criação de mídia 5G autônoma – Yangshipin

O presidente do Grupo de Mídia da China (CMG), Shen Haixiong, anunciou para o ano de 2020 a construção do principal laboratório nacional da China para a produção e apresentação de conteúdo de vídeo e áudio de ultra-alta definição. “Construímos uma plataforma de nova mídia 5G autônoma – Yangshipin, promovemos a reestruturação e aprimoramento dos programas e lançamos mais de 200 novas colunas, a fim de oferecer cada vez mais programas de alta qualidade que atraem, incentivam e são amados pela audiência”, afirmou Shen Haixiong, no discurso que proferiu, há cinco dias, em celebração do ano-novo para audiências estrangeiras.

“Na chegada do ano-novo de 2020, gostaria de expressar meus bons votos aqui em Beijing para vocês, representando o Grupo de Mídia da China (CMG), disse Shen Haixiong. Para aquele responsável “o número 2020 é um número feliz e auspicioso. Sua pronúncia em chinês soa como “amar você e amar você”

. O Presidente do CMG lamentou, entretanto que, segundo afirmou, nas reportagens importantes sobre a China, algumas mídias ocidentais, com grande influência e fama, ficaram “cegas selectivamente” e até usaram informações infundadas ou rumores nas notícias, “o que distorceu os factos, e as reportagens passaram a ser romances ao invés de notícias”.

O homem forte de CMG sublinhou que o seu grupo empresarial sempre considerou a verdade como a vida das notícias, “reportagens que tomam a imaginação como fundamento ou a transformação de notícias em romance vão provocar graves prejuízos à credibilidade pública de um veículo de imprensa, o que também deve despertar os responsáveis de todos os veículos que persistem na conduta profissional”.

“Persistimos sempre no princípio de fazer reportagens dos temas quentes globais de forma completa, objetiva e justa. Sendo o maior grupo de mídia no mundo, sempre promovemos intercâmbios em pé de igualdade, tomando uma atitude aberta e cooperativa. Neste ano, concretizamos conversas ou intercâmbios com os responsáveis de AP, Reuters, AFP, BBC, entre outras mais de 150 entidades de mídias, chegando cada vez mais consenso, e, assim, o nosso círculo de amigos fica cada vez mais amplo”, disse.

No seu discurso feito através de transmissão de rádio e internet Shen Haixiong afirmou que a história dos seres humanos constitui uma integração de inúmeros instantes. “Muitos instantes em 2019 já se tornaram memória perpétua. No dia 1º de Outubro, celebramos o 70º aniversário da fundação da República Popular da China.

Amigos assistiram a várias festas audiovisuais e compartilharam connosco a experiência extraordinária nos 70 anos desde a fundação da Nova China através de produtos do CMG que incluem o documentário multilingue Caminho da Nova China, filme transmitido ao vivo com tecnologia 4K Ultra HD nos cinemas, Desfile Militar do Dia Nacional da China 2019, lembrou. Shen Haixiong destacou os esforços feitos no seu país no ano de 2019 visando “capturar todos os instantes espectaculares no caminho de progresso da China, mostrando ao mundo uma China verdadeira, concreta e completa na nova época. Transmitimos com sucesso, usando as tecnologias e métodos de 5G+4K/8K+AI, o 2º Fórum do Cinturão e Rota para Cooperação Internacional, o Diálogo das Civilizações Asiáticas, a Cerimônia de Celebração do 20º Aniversário do Retorno de Macau à Pátria entre outros eventos importantes”, relatou.

Na mesma senda , ele revelou que “lançamos Frases clássicas citadas por Xi Jinping, Se Tesouros Pudessem Falar, entre outros programas multilíngues, abrindo janelas para que os amigos conheçam melhor a longa história e cultura diversificada da China, os valores e conceitos do país na nova época. Além disso, realizamos actividades de interacções no âmbito global – China Connosco, actividade de conceito inovador on-line — “Unidade”, influenciadores multilíngues, tornando mais amigos “fãs da China”. Shen Haixiong assegurou que mesmo com apenas dois anos da fundação do CMG, “estamos profundamente conscientes de que tanto parar de progredir como progredir devagar significa retrocesso.

Seguimos sempre as instruções do presidente chinês Xi Jinping de preservar a integridade e a inovação, estabelecer e aproveitar bem as novas plataformas. Persistimos na inovação como orientação, rumo ao estabelecimento de um grupo de mídia internacional de novo modelo e de primeira categoria”. O presidente da CMG garantiu ainda que o grupo vai continuar a insistir na posição de objectividade e igualdade para transmitir à comunidade internacional a verdade e a voz da justiça.

“O ano de 2020 marca o ano crucial para a conclusão da construção de uma sociedade modestamente próspera para a China e concretização da eliminação da pobreza absoluta em um país com uma população de 1,4 bilião, resultado sem precedentes na história da humanidade. O CMG vai tomar o critério profissional de continuação do aprimoramento e aperfeiçoamento ao registar a época, transmitindo mais histórias chinesas e mundiais ora em realização, com o fim de fornecer mais energia positiva ao construir uma comunidade de futuro compartilhado para a humanidade”, rematou.