Mãe de 26 anos matou o filho por causa do telefone

Mãe de 26 anos matou o filho por causa do telefone

De acordo com o relatório do Comando da Polícia Nacional na província do Huambo sobre a situação da segurança pública, nos últimos três dias, o crime de homicídio voluntário, por agressão física, deu-se horas depois de a progenitora perder o telefone, tendo, na sequência, desferido duros golpes ao menor, com a finalidade de fazer-lhe confessar o acto.

A nota indica que a cidadã em causa encontra-se detida numa das celas do Serviço de Investigação Criminal (SIC), onde deverá ser ouvida pelo representante do Ministério Público.

De igual modo, um cidadão de 48 anos de idade viu-se também privado de liberdade depois de ter sido acusado de violar a filha, de apenas 11 anos de idade, na residência onde vivem no bairro do Calilongue I, arredores da cidade do Huambo.

O acusado, segundo o documento, consumou o acto aproveitando-se da ausência da esposa, com fortes ameaças à vítima que se encontra internada no Hospital Central do Huambo, dada a gravidade dos ferimentos causados.

No total, foram detidos pela Polícia Nacional, em coordenação com o SIC, 37 cidadãos suspeitos por 51 crimes de natureza diversa, sendo que em alguns deles foi-lhes retirado uma arma de fogo e dez munições, 79 tacos e duas plantas de estupefaciente do tipo liamba, além de diversos utensílios domésticos reclamados pelos legítimos proprietários.

 

ANGOP