O editorial:Cinco mil a mais é muito

O editorial:Cinco mil a mais é muito

As cadeias angolanas ultrapassaram a sua capacidade em mais de 5.000 reclusos, devido ao elevado número de prisões preventivas, que constituem metade da população prisional, informou ontem o Ministério do Interior de Angola. Cinco mil é uma população muito grande, e, de pensar que parte destas pessoas estão em prisão preventiva, há que repensar bem o sistema. As coisas não estão bem, a justiça não está a ser célere o sufi – ciente e o país está a produzir demasiados criminosos, ou suspeitos de serem criminosos. Imagine-se quantas prisões seria necessário construir só para acomodar este excedente de uma forma decente, respeitadora dos seus direitos como seres humanos. Mas o ideal é mesmo encontrar mecanismos para reduzir as detenções e a criminalidade.