Vice-presidente advoga promoção do empreendedorismo cultural

Vice-presidente advoga promoção do empreendedorismo cultural

Falando na cerimónia de reinauguração do Espaço Aplausos, na Centralidade do Sequele, no município de Cacuaco (Luanda), Bornito de Sousa disse que esta aposta deveria olhar para segmentos como a gastronomia nacional e jogos tradicionais, como o Kiela. Bornito de Sousa apelou também ao incremento de acções culturais e desportivas comunitárias dirigidas à ocupação dos tempos livres da juventude.

Naquele espaço dedicado ao ensino da música e ballet, o vice-presidente da República falou também da importância do incremento da produção e divulgação das artes, para estimular o espírito, uma vez alcançada a paz, em 2002. Por ocasião do Dia da Cultura Nacional, que ontem se assinalou, Bornito de Sousa saudou os fazedores das artes no país. Destacou, nesta perspectiva, o crescimento que se verifica a nível da música, argumentando que actualmente já se ouve em festas músicas exclusivamente angolanas, ao contrário do que acontecia há uns anos.

Para Bornito de Sousa, o discurso do primeiro Presidente da República, Agostinho Neto, a 8 de Janeiro de 1979, na União dos Escritores Angolanos, continua válido e deve ser estudado. Testemunharam a cerimónia a ministra da Cultura, Maria de Jesus, o governador de Luanda, Sérgio Luther Rescova, secretários de Estado e figuras ligadas às artes.