Governo Português vai gastar 500 mil euros em obras de arte contemporânea

Governo Português vai gastar 500 mil euros em obras de arte contemporânea

Os subsídios para obras de arte portuguesa subiam para 500 mil euros em 2020, incentivando os privados a participar na estratégia, anunciou esta Quarta-feira, em Lisboa, a ministra da Cultura, Graça Fonseca.

O anúncio foi feito no Palácio Nacional da Ajuda pela governante, numa sessão de apresentação de seis das 21 obras de 20 artistas portugueses que foram escolhidas em 2019 por um comité especializado, e que inclui peças de Vasco Araújo, Filipa César, Alexandre Estrela, Von Calhau, Patrícia Almeida, João Maria Gusmão e Pedro Paiva. Graça Fonseca disse que o Governo vai aumentar de 300 mil para 500 mil euros o valor das aquisições, este ano.