MPLA reafirma compromisso na luta contra a corrupção

MPLA reafirma compromisso na luta contra a corrupção

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, reafirmou, ontem, em Luanda, a necessidade de o partido continuar a apoiar o Presidente da República e os órgãos de administração da justiça a prosseguirem com o combate à corrupção. Luísa Damião falava na Sede do partido, por ocasião da cerimónia de cumprimentos de Ano Novo, tendo considerado a corrupção um fenómeno com impacto negativo que atinge directamente a capacidade do Estado e dos seus agentes na execução de qualquer programa de governação para o bem-estar do povo e do crescimento da economia.

Na sua mensagem, a número dois do MPLA apelou aos quadros do partido a continuarem a desenvolver trabalhos de proximidade intenso, colocando de forma “abnegada todo o seu talento, saber e com a reconhecida capacidade de criar e inovar” a fim de se materializar as orientações do partido e do seu líder. “Devemos continuar a imprimir uma maior dinâmica no recrutamento e ingresso de novos militantes, bem como cumprir rigorosamente as orientações do partido”, afirmou. Luísa Damião apelou aos militantes e quadros do seu partido para aproveitarem de forma positiva as redes sociais, de forma a galvanizar e continuar a granjear a confiança que o MPLA tem junto do povo.

Agenda política

Sublinhou que a agenda política do partido para o ano político 2020 será lançada em breve, avançando que o novo ano “requer soluções inovadoras, muita inteligência estratégica” para se ultrapassar todos os obstáculos e desafios políticos e eleitorais que se avizinham. “Convido a todos a encararem o ano de 2020 com a mesma determinação, firmeza e optimismo, imbuídos do espírito de inovar para melhor servir”, disse. A vice-presidente do partido no poder disse que, apesar de várias circunstâncias e vicissitudes, o ano de 2019 foi marcado com importantes realizações político-partidárias e os membros do seu partido conseguiram cumprir com “rigor, disciplina, unidade e determinação” as orientações do Comité Central e do seu líder.