Sonangol desmente despedimentos

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola – Sonangol E.P. desmente informações postas a circular via redes sociais, segundo as quais decorre na petrolífera nacional um processo de reestruturação, que deverá culminar com despedimentos

As informações em causa insinuam ainda que a medida decorreria da pressão de determinada entidade internacional. A Sonangol reitera que as referidas informações são falsas e sem fundamentos. O processo de regeneração em curso na companhia, prevê, na sua execução, a eventual movimentação ou realocação de quadros em posições mais consentâneas com as suas competências e a nova orgânica, o que não significa um processo de redução da força de trabalho.

O que pode vir a ocorrer é que, de forma natural e voluntária, trabalhadores por meio de reforma antecipada e por outras modalidades que consubstanciam sempre mútuo acordo, nos termos da legislação em vigor, decidam por terminar os seus vínculos laborais. A Sonangol informa, igualmente, que os encontros dos quais podem ter sido extraídos elementos deturpados que alimentam a especulação referida, enquadram-se no processo, em curso na empresa, de regularização contratual de trabalhadores terceiros, alocados em unidades de negócio da Sonangol, em regime de Cedência Temporária de Trabalhadores, à luz do Decreto Presidencial 31/17 de 22 de Fevereiro.

A maior empresa angolana reafirma que o Programa de Reestruturação a decorrer, tem como objectivo primordial tornar a Sonangol mais robusta, competitiva, focada no negócio core e no seu activo mais importante e valioso, isto é, o Capital Humano.

error: Content is protected !!