Detida ex-administradora para o sector Social de Benguela

Depois de Carlos Alberto Guardado e João José Bernardo “Kudy”, gestores públicos do município de Benguela, que estão a ser acusados dos crimes de peculato e gestão danosa, segue a medida de detenção contra a exadministradora adjunta do mesmo município para o Sector Social, Maria José Garcia. O secretário-geral da Administração Municipal de Benguela, Nando Sardinha, também terá sido detido nesta Quarta-feira

Desde o dia 10 que o administrador municipal de Benguela, Carlos Guardado, está detido supostamente indiciado nos crimes de corrupção, furto doméstico, peculato e de tráfico de influência. Foi igualmente detido, João Bernardo ‘Kundy’, antigo director provincial da Hotelaria e Turismo. Depois destas detenções, eis que ontem, OPAÍS tomou conhecimento da efectivação do mandado de detenção contra Maria José Garcia ex-administradora municipal adjunta para o Sector Social.

Entretanto, fontes de Benguela indicam que Nando Sardinha, secretário-geral da Administração Municipal de Benguela, também foi detido na tarde desta Quarta-feira. De acordo com uma fonte de OPAÍS, o Ministério Público decidiu decretar, como medida de coacção, a prisão preventiva de Carlos Guardado, João Bernardo ‘Kundy’ e Maria José Garcia, acusados de gestão danosa de fundos públicos.

Carlos Guardado foi detido por suspeita de peculato e corrupção por, alegadamente, estar envolvido em problemas de gestão do Mercado 4 de Abril, na zona B do município, na sequência de denúncias feitas por feirantes à PGR de que o dinheiro dos impostos cobrados estaria a ter destino incerto, tal como noticiamos na edição de ontem.João Bernardo ‘Kundy’, antigo director provincial da Hotelaria e Turismo, enquanto funcionário da administração de Benguela, o MP decidiu também mantê-lo em prisão preventiva por “perigo de fuga”. Maria José Garcia encontra-se detida desde a tarde de ontem, para interrogatório, por suspeitas dos crimes que temos vindo a citar.

error: Content is protected !!