Comandante de Benguela aborda segurança pública em livro

O comissário Aristófanes dos Santos, comandante da Polícia Nacional em Benguela, lança hoje, 17 de Janeiro, no Memorial António Agostinho Neto, a sua mais recente obra literária de cariz científico, intitulada “Segurança Pública - legislação complementar - Breves comentários”

O livro, com 368 págicnas, é um material de apoio direccionado às pessoas que se preocupam com matérias de segurança, particularmente os licenciados em ciências policiais, os juristas, sociólogos, especialistas que lidam com questões de segurança interna, académicos, entre outros. Numa entrevista concedida ao GCII/MININT, o também professor universitário disse que a ideia da obra aparece com o intuito de facilitar aos operadores da segurança pública informação sobre a legislação.

“Quando concebemos esta obra, pensamos numa ferramenta que [olhasse] a um conjunto de normativos legais que orientam toda a actividade de segurança interna, facilitando, deste modo, a consulta, interpretação e a operacionalidade destas normas na actividade profissional e não só”. A obra comporta uma primeira parte de conceitos e abordagem da actuação policial em democracia; conceitos essenciais para a compreensão do tema segurança pública.

Polícia, modalidades e tipos de Polícia, surgimento da Polícia Angolana, Polícia e Sociedade democrática – Desafio Ético e Direitos fundamentais. O livro será comercializado no valor de 7 mil Kwanzas e, nesta primeira fase, estarão disponíveis apenas 1000 exemplares.

Aristófanes dos Santos é quadro sénior da Polícia Nacional, onde já desempenhou e desempenha funções de relevo, como Porta-Voz, director de Estudos, Informação e Análise do Ministério, delegado do MININT e comandante provincial da Polícia Nacional na Lunda-Sul e, neste momento, é o delegado e comandante provincial de Benguela.-

error: Content is protected !!