Acidente de viação faz um morto e deixa mais de 30

Uma pessoa morreu, cinco ficaram gravemente feridas e 30 com ferimentos leves em consequência de um acidente de viação ocorrido por volta das 5horas de ontem, na Estrada Nacional 100, num dos troços do distrito urbano do Ramiro. Entretanto, 11 pessoas saíram ilesas

O acidente resultou de uma colisão entre um camião cisterna e um autocarro da Macon, onde se encontravam a maioria dos passageiros que saíam de Benguela para Luanda, disse o porta-voz do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros (SNPCB), Francisco Minguês. Inicialmente, estiveram envolvidas no infausto acontecimento duas viaturas que colidiram e de seguida capotaram, o camião cisterna e o autocarro da Macon, resultando na morte de um dos ocupantes do autocarro. Na sequência, mais dois veículos acabaram por se envolver no acidente. Francisco Minguês disse que os feridos receberam os primeiros socorros no local do sinistro por uma equipa do Instituto Nacional de Imergências Médicas (INEMA).

O chefe do departamento de Atendimento Hospitalar do INEMA, António Neto, disse que, depois de receberem os primeiros socorros, 22 pacientes foram encaminhados à Clínica Castelo. “Entre eles estavam os com ferimentos graves, muito graves e não muito graves. Há outros feridos que foram socorridos pela equipa de bombeiros”, frisou. Segundo o comando municipal do Belas da Polícia Nacional, dados preliminares apontam como presumível protagonista da sinistralidade o condutor do camião cisterna, Jone João Fortuna, 40 anos, devido a uma falha técnica. Tudo indica que ele terá perdido os travões ao chegar nas proximidades do perímetro que antecede à praia do quilómetro 32 e não conseguiu parar ao se aperceber que o autocarro da Macon, conduzido por Manuel Sumba Jaime, que estava à sua frente parou.

Embateu violentamente contra a estrutura traseira esquerda do autocarro da empresa de transporte colectivo, originando o despiste e consequente queda. O autocarro com dezenas de passageiros capotou numa zona baixa situada na extremidade lateral da referida via. Em acto contínuo, o camião cisterna colidiu de forma sequencial contra dois veículos que provinham no sentido oposto ao seu. Um dos automóveis prontosocorro, de marca Mitsubishi, modelo Canter, teve a estrutura lateral anterior e central esquerda amolgada, assim como o veículo ligeiro de passageiros de marca Toyota, modelo Land Cruiser, teve danos materiais na estrutura lateral anterior esquerda. Após a última colisão, o camião cisterna acabou despistando e assim como o autocarro de passageiros que caiu e capotou. Os danos materiais estão avaliados em 30 mil milhões de kwanzas.

error: Content is protected !!