Mais de 200 mil crianças ingressam no ensino no Cuanza-norte

Duzentos e 10 mil crianças vão ingressar este ano no sistema de ensino na província do Cuanza Norte, contra 180 mil e 316 de 2019, anunciou ontem, Sábado, em Ndalatando, o director do Gabinete Provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, Manuel Miguel Lourenço.

Em entrevista à Angop, o responsável realçou que das 210 vagas disponíveis, para a iniciação ao II ciclo do ensino secundário, cerca de 12 mil crianças vão ingressar pela primeira vez, fruto da entrada em funcionamento de 26 novas escolas, totalizando 386 salas de aulas, construídas nos últimos cinco anos.

Adiantou que a construção das referidas infra-estruturas permitiu a substituição de 15 escolas de carácter precário e a criação de 11 novas unidades em localidades onde careciam desses serviços. Para o presente ano, o sector vai contar com 5 mil e dez professores, dos quais 489 recentemente admitidos no concurso público da educação realizado em 2019.

A província do Cuanza-Norte possui uma rede escolar composta por 385 escolas, com mil e 815 salas de aulas. O responsável lembrou que no âmbito do Programa de Integração e Intervenção nos Municípios (PIIM) a província foi contemplada com a construção de 24 novas escolas nos 10 municípios, o que vai colmatar as necessidade de mais salas de aulas, sobretudo nas sedes municipais.

No âmbito dos preparativos do ano lectivo, o Gabinete Provincial da Educação inicia na próxima Segunda-feira, 20, ciclos de seminários de capacitação abrangendo os mais de 5 mil professores, de diferentes escolas do ensino primário e do I e II ciclo do ensino secundário da província.

O programa vai formar 167 professores do I e II ciclos de ensino secundário em línguagem gestual e aulas em braille, em escolas seleccionadas, no âmbito da inclusão escolar, cujo processo vai beneficiar perto de 50 mil alunos, com necessidades educativas especiais da região.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!