Angola e Egipto lutam pela liderança do grupo 1

A Selecção Nacional sénior masculina de andebol, que já tem garantida a qualifi cação para as meias-fi nais do Africano da Tunísia, joga amanhã com o Egipto, no Pavilhão Omnisport de Radès, às 16:00. As duas selecções lutam pela liderança do grupo 1, segundo os regulamentos da prova

Os angolanos e os egípcios lideram o grupo com quatro pontos cada um, por isso a partida é aguardada com muita expectativa pelos adeptos e pelos amantes da modalidade. Assim, lutar pela liderança do grupo é o objectivo, logo os argumentos técnicos e tacticos que cada equipa apresentar serão determinantes. De acordo com os regulamentos da prova, quem terminar em primeiro lugar cruza com o segundo colocado do grupo 2 nas meias-fi nais.

Entretanto, o primeiro colocado do grupo 2 defronta o segundo do grupo 1. Argélia, Marrocos, Tunísia e Cabo Verde fi guram no grupo 2. Ontem, Angola venceu a República Democrática do Congo por 30-25. Ambas as formações proporcionaram o melhor da modalidade para os adeptos. Aliás, a partida fi cou marcada com muitas alternâncias no marcador. Ainda assim, o combinado nacional voltou a cometer muitas falhas defensivas.

Por este facto, a República Democrática do Congo já vencia ao intervalo por 13-11. Na segunda parte, o sete nacional entrou com uma atitude diferente. A Selecção Nacional controlou todas as movimentações dos congoleses. Assim, a República Democrática do Congo não teve argumentos para contrariar o favoritismo de Angola. Por esta razão, aos 31 minutos, os comandados de Nelson Catito já venciam por uma diferença de três golos (14-11). Angola passeava a sua classe na partida sem dar hipóteses ao adversário de restabelecer a igualdade no marcador.

Os congoleses cometiam muitos erros permitindo que Angola chegasse mais vezes ao ataque. Por isso, aos 50 minutos, a Selecção Nacional alargou a vantagem no marcador chegando a vencer por seis golos de diferença (20-16). Entretanto, Giovany Muachissengue esteve em grande plano com 16 defesas. O sete nacional quer melhorar o terceiro lugar obtido em 2018 no Gabão.

error: Content is protected !!