Luanda acolhe concerto de Música Popular ao ritmo “Instrumental”

O concerto de Música popular urbana Angolana Instrumental é inédito, e enquadra-se no projecto de Memória patrimonial do Cancioneiro Angolano, cujo objectivo é documentar a história da música através do recurso a registos imagéticos, documentais, orais e musicais

Sob a égide da produtora Disco Vinil, a cidade de Luanda acolhe no dia do seu aniversário, 25, o 1º Concerto de Música Popular Urbana Angolana Instrumental, a ter lugar no Clube Naval da Capital, a partir das 19 horas, saudando o 444º aniversário da fundação de Luanda. Assim, solistas e demais instrumentistas têm a sua vez, no palco da Música Popular Urbana Instrumental, cujo cume dá-se com a realização do concerto, em que se augura registar o estilo Semba, em vias de vir a ser classifi cado Património Cultural Imaterial Nacional e posteriormente ser submetido com o mesmo objectivo à UNESCO.

Entretanto, a organização refere que os preparativos decorrem sem sobressaltos, e as condições estão a ser criadas ao pormenor, limando algumas arestas de modos a quem for assistir ao concerto tenha uma noite memorável.

O gestor de comunicação do projecto, Ernesto Gouveia, disse por outro lado a este jornal que a procura pelos ingressos até ao presente momento é satisfatória e tem vindo a corresponder com as expectativas da organização. “Até ao momento a bilhética e a procura por um ingresso é satisfatória, estamos a preparar um concerto inédito, alguma vez visto em Angola, por essa razão, pretendemos apresentar um produto com e de qualidade para o público que for ao concerto”, salientou. O também jornalista lembrou que pretende-se que a natureza do concerto tenha um carácter solene, tendo como foco os solistas e demais instrumentistas angolanos, pelo legado do conessencial à construção do Semba.

Elenco

O I Concerto de Música Popular Urbana Angolana Instrumental vai contar com o seguinte elenco artístico: Guitarra Solo (Botto Trindade, Brando, Teddy Nsingui, Zé Mweleputo e Pop Show). Na Percussão (João Morgado, Habana Maior e Chico Santos), Dikanza (Raúl Tolingas, Zé Fininho, Didi da Mãe Preta), Guitarra Ritmo (Zeca Tirileny, Dulce Trindade e Gegé). Já na Guitarra Baixo (Carlitos Calili), Bongós (Juca Vicente e João Diloba) ao passo que na que na Concertina (Horácio da Mesquita).

Saliente-se que, o concerto vai contar com as participações especiais de Carlitos Vieira Dias, Eduardo Paim, Nanutu, Mário Gomes, Pirika, Matilson Bass, Luís Massy, Sanguito, Mike Pemba, João Sabalo e na corneta com o grupo União Operário Kabokomeu.

 

error: Content is protected !!