Património Cultural e desenvolvimento do Turismo apresentado em Livro

O docente Universitário Bumba Manuel de Castro lança no dia 28 de Janeiro, em Lisboa, o livro intitulado “património Cultural e a reabilitação urbana. um Caminho para o Desenvolvimento do Turismo em Cidades Históricas”, obra científica que aborda o contributo do património cultural no desenvolvimento do turismo

Editada e publicada sob a chancela da Lisbon International Press, a obra será, primeiramente, apresentada e comercializada em Lisboa no dia 28 do mês em curso, e, posteriormente, em Luanda. O livro com 620 páginas aborda o contributo do património cultural no desenvolvimento do turismo e a sua capacidade de criar oportunidades de revitalização dos territórios económico e socialmente deprimidos com vista a melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes. Segundo o autor do livro, Bumba Manuel de Castro, numa entrevista exclusiva ao OPAÍS, a obra apresenta subsídios com vista à estruturação sustentável de um potencial destino turístico aproveitando a sua cultura, vincando a ideia de que não faz sentido apostar na actividade turística numa localidade se o objectivo principal não for de melhorar as condições de vida dos seus residentes.

O livro é resultado da tese de doutoramento em turismo, lazer e cultura, ramo de turismo e desenvolvimento, defendido na Universidade de Coimbra em 2018. O docente universitário disse ainda que a obra traz a especificidade da cidade histórica do Dondo, pelo que, pretende–se com isso sensibilizar os órgãos de decisão e outros stakeholders de que o património cultural é uma solução a seguir para o desenvolvimento de um turismo que se quer sustentável e inclusivo.

Bumba de Castro olha para o turismo cultural como sendo um produto estratégico para Angola, por ser um caminho alternativo ao turismo convencional (de massa), que normalmente é pouco sustentável e reprodutor de desigualdades sociais, além de outras externalidades negativas que provocam nos potenciais destinos. Referiu que o referido tema, “Património Cultural para o Desenvolvimento do Turismo em Cidades Históricas”, prende-se com o facto de o património cultural representar para as cidades históricas um elemento impulsionador de desenvolvimento em que o turismo assume uma posição transversal importante para o desenvolvimento local, na valorização dos recursos endógenos, bem como na criação de oportunidades para revitalizar os territórios.

“O património cultural pode ser o caminho para o desenvolvimento do turismo em cidades históricas pelo facto de o mesmo funcionar actualmente como um eixo vertebrado de desenvolvimento das cidades, principalmente as históricas”, conclui. Por outro lado, o património cultural impulsiona também os planos de requalificação urbana pelo acto de representar a génese das cidades e o fundamento de sua existência, Mas para isso, adiantou o docente, será necessário que o turismo, por ser uma actividade transversal e geradora de mais-valias económicas, sociais e ambientais, permita regenerar esse mesmo património mediante a sua activação e valorização, tendo como fim último a melhoria das condições de vida das comunidades.

Na sua obra, o autor faz também uma reflecção em torno da simbiose património cultural-turismo, tendo em conta a intenção do Governo Angolano inscrever o “Corredor do Kwanza” na lista do património mundial da UNESCO, onde a zona histórica da cidade do Dondo é um activo cultural fundamental. Perspectiva que considerou convergente com o facto de o turismo cultural estar definido como um produto âncora a desenvolver no país.

Perfil do autor

Bumba Manuel de Castro é licenciado em Direcção e Gestão Hoteleira pela Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, especialista em Administração de Empresas Turísticas e de Lazer pela Universidade Politécnica de Madrid e Doutorado
em Turismo e Cultura, pela Universidade de Coimbra. É quadro sénior do Ministério do Turismo, em que exerce a função de Consultor da Ministra. É também professor universitário, leccionando em cursos de licenciatura e mestrado. Tem desenvolvido trabalhos de investigação a nível do turismo, património cultural e desenvolvimento regional e urbano, tendo produzido vários artigos sobre estas temáticas. De igual modo, tem ministrado palestras, seminários e participado em eventos nacionais e internacionais sobre o turismo e sectores afins”.

error: Content is protected !!