Docentes do ISART expõem “Entre 2 Águas” no Espaço D’Arte

A aproximação entre os saberes artísticos e pedagógicos provoca necessariamente o desenvolvimento de um novo paradigma para entendimento do processo criativo e intelectual

É inaugurada hoje, Sábado, 25, no Espaço D´Arte, Edifício Sky One, em Luanda, no quadro da celebração do 444º aniversário da cidade, a exposição colectiva “Entre 2 Águas”, sob a égide dos professores do Instituto Superior de Artes (ISART) A mostra, com a curadoria de Rómulo Rosa, reúne um conjunto de obras, remonta a uma série de observações e introspecções desde as problemáticas sociais aos traumas pessoais, passando por denominadores comuns, a academia e a cultura, elevando assim a superfície, o papel do artista no processo docente.

No entender do curador, é necessário que se perceba o eixo pedagógico para o qual as obras ali propostas se direcionam. Rómulo Rosa explicou que na contemporaneidade, o entendimento do que é um artista, as técnicas, os conceitos, os espaços vinculados as amostras acabaram por sofrer transformações, a história e a evolução da ciência, foram cruciais para este processo. Salientou que os lugares do artista e professor nesta digressão metamórfica assentam sob diferentes linhas convergentes num só ponto de fuga.

A título de exemplo, referiu-se ao óleo e a água, duas substâncias que naturalmente não se relacionam, mas que em determinados momentos trabalham juntas para fins comuns. Esta, é na sua óptica, a polivalente e dicotómica vida dos professores/artistas e artistas/professores, uma relação que suscita agregados fortes na construção de uma rica identidade que se mostra quase inexequível, beirando a extravagancia, uma relação onde se precisa encontrar o equilíbrio entre a liberdade exacerbada e a Metódica e rigorosa vivência académica.

A aproximação entre os saberes artísticos e pedagógicos provocam necessariamente o desenvolvimento de um novo paradigma para entendimento do processo criativo e intelectual (transversal a todas as áreas do conhecimento) e, ali representados pelos artistas, Francisco Van-Dúnem “Van”, Nsimba Diongo, Pedro Ocejo, Darel Santiago, Rómulo Rosa, Agostinho José e Arturo Átala.

error: Content is protected !!