ODS 4 com face de educação qualitativa e equitativa

Trata-se de um dos Objectivos de desenvolvimento Sustentável número 4 (OdS 4) que constam na Agenda 2030, programa que velará por uma ideologia educativa mais envolvente e inclusiva

O director do Gabinete de Intercâmbio do Ministério da Educação, Aldo Sambo, informou a OPAÍS que, no quadro dos compromissos assumidos internacionalmente referentes à Agenda 2030, o Ministério da Educação (MED) adoptou o ODS 4, que visa assegurar uma educação inclusiva e equitativa de qualidade. Neste capítulo, Aldo Sambo salientou o protagonismo da titular da pasta do sector da Educação em Angola, Ana Tuvanje Elias, que, no quadro dos compromissos assumidos internacionalmente na Agenda 2030 ODS 4, criou uma comissão para monitorar a execução da agenda na versão nacional.

“Esta equipa é composta por quadros da estrutura central do MED, representantes do sector privado, Nações Unidas (UNESCO) e outros departamentos ministeriais, como o da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS), Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, além do Instituto Nacional de Estatística, em representação do Ministerio da Economia e Planeamento (MEP) ”, reforçou o entrevistado. Importa referir que o ODS 4 constitui também o quarto objectivo, na lista dos 17 que constam na Agenda 2030, e, por sinal, o referenciado sobre matéria de educação, classificado, igualmente, como o factor do alcance de outras metas do tratado da comunidade internacional, tais como as que se têm a ver com a erradicação da fome e da pobreza, questões de saúde e ambiente e outros.

“Nesse simpósio, ficou plasmado, mais uma vez, que sem a educação não há desenvolvimento sustentável, por isso nós demos força no objectivo 4 e fizemos disso a linha de força”, sublinhou o dirigente. Aldo Sambo, que falava na ocasião da jornada do Dia Internacional da Educação (24 de Janeiro), reiterou que o MED confirma o seu compromisso no que ao cumprimento das metas plasmadas na Agenda 2030, por via da Educação ODS 4 diz respeito. O responsável pelo intercâmbio apelou a todos os actores do sistema de educação a continuarem a dar as suas contribuições em prol da melhoria do sector. “Ao assumir a liderança na divulgação do 24 de Janeiro, Dia Internacional Educação, o MED pretende apelar a sensibilidade dos pais e encarregados de educação, parceiros sociais, professores, alunos, enfim, toda a comunidade escolar sobre necessidade de continuarem a participar activamente no processo de ensino e aprendizagem, de modo a não ficar ninguém para trás”, sentenciou.

Potenciar a efeméride Reconhecendo que se trata de uma data recentemente proclamada, o que, segundo ele, a torna ainda pouco conhecida no país, o interlocutor deste jornal asseverou que o MED envida esforços para divulgar a efeméride, cuja importância parte do facto de ter sido instituída pela própria ONU, como um claro reconhecimento do papel fundamental da Educação para a paz e para o desenvolvimento. “A educação assume, assim, um papel central na implementação cabal da agenda de desenvolvimento sustentável até 2030”, lembrou. Refira-se que a data foi instituído pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) na sua sessão de 2018.

“Por isso, hoje, o Ministério da Educação comemora a efeméride pela segunda vez com reflexão sobre a situação actual do nosso sistema de educação”, declarou Aldo Sambo, tendo salientado que a enfeméride merece alguma reflexão, conforme acontece com outras, como são os casos do 5 de Outubro, Dia Internacional do Professor e o 22 de Novembro, Dia Nacional do Educador. Neste momento, em que se prepara o ano lectivo 2020, o desafio do Ministério da Educação consiste em fazer com que a educação beneficie a todos e a cada um dos angolanos, promovendo a inclusão e a equidade a todos os níveis, soube OPAÍS do diector do Gabinete de Intercâmbio. Em parceria com as agências do sistema das Nações Unidas, o Ministério da Educação pretende, nos próximos anos, marcar da melhor forma esta enfeméride, optando por fazê-lo no quadro das actividades de abertura de cada ano lectivo.

error: Content is protected !!