Aqui não se liga ao desemprego

O nosso problema maior, como país, neste momento, embora haja quem nos queira distrair ou assobie para o lado, é o desemprego. Não há um plano nacional para resolver esta maka maior, nem sequer capacidade. O assunto do desemprego é tema político em todo o mundo, aqui serviu para a campanha eleitoral e depois disso, bem, é para esquecer. Mas os cidadãos sabem como sentem o problema, muitos são mergulhados todos os dias neste mar.

Nós temos um ministério da Indústria, mas não há um programa sólido de industrialização do país, não se sabe por onde começar. Alguém algum dia explique por que continua a existir o dito ministério e quanto recebe do OGE para a sua tarefa. Mais abaixo, se é que assim se pode dizer, temos um Ministério da Educação que não está virado para educar e formar trabalhadores, passou pela cabeça de ninguém que os meninos dos colégios que lhe enchem os bolsos resolvam o problema do país.

O mesmo se passa com o Ensino Superior, que não forma gente para o trabalho ou para criar trabalho. Aliás, muito pouca coisa em Angola é feita a pensar na empregabilidade. Há quatro milhões de desempregados em Angola, é um escândalo se pensarmos no total da população, mas, estranhamente, debate-se sobre tudo neste país, menos o desemprego. Nos últimos dias então, tanta areia para os olhos do povo, que até já se aponta quem tem todas as culpas, individualmente, de cada cidadão estar desempregado. O assunto é bem mais sério e merece discussão e acção nacional, é vital.

error: Content is protected !!