Ambaca aumenta colheita de café no ano agrícola 2019

500 toneladas de café mabuba foram colhidas no município de Ambaca, província do Cuanza-Norte, durante o ano agrícola de 2019, representando um aumento de 250 toneladas do grão, comparativamente à campanha agrícola de 2018

O facto foi revelado recentemente, na vila de Camabatela (sede municipal), pelo responsável da brigada técnica do café em Ambaca, Santana Sebastião, tendo realçado a comercialização de todo o produto, facto que disse estar a animar os produtores da região. O responsável manifestou-se preocupado com a falta de uniformização do preço do quilograma de café no país, situação que, para si, desanima e desencoraja os produtores locais, pelo baixo preço da sua comercialização, que varia entre 120 a 150 kwanzas por quilograma, valor que não satisfaz os custos de produção.

Por seu turno, o cafeicultor Pascoal Ginga, da comuna de Luinga, afirmou que a falta de financiamentos aos produtores de café tem estado a contribuir para a redução da produção do grão, pelo facto de essa cultura carecer de tratamento especializado e muita mão de obra. Já Samuel Dala Kissanga, outro cafeicultor da comuna do Maúa, apontou a degradação das vias de acesso, assim como a falta de transportes, imputes e outros meios de produção como catanas, sachos, machados, podadeiras e outras dificuldades dos camponeses.

A brigada técnica de café em Ambaca, controla 350 cafeicultores, dos quais, apenas 208 estão a apostados na revitalização da produção desta cultura. A localidade possui uma máquina de descasque desde 2016, com capacidade para 80 sacos/dia, cerca de cinco toneladas. O Instituto Nacional do Café de Angola (INCA) no Cuanza-Norte, controla cerca de 750 fazendas de cafeicultores, nos dez municípios e conta com 10 mil mudas de café robusto, para serem distribuídas aos produtores locais, durante o ano agrícola de 2020, para a substituição das plantas velhas.

error: Content is protected !!