Editorial: Os diamantes da “confusão”

O que disse Ganga Júnior sobre a exploração artesanal de diamantes em Angola é coisa para pôr muita gente a repensar tudo. E, se calhar, muita gente também a explicar-se. Para quem não bastassem as anteriores explicações, o que disse agora o PCA da ENDIAMA serve para entender que como muito da riqueza do subsolo angolano é retirado sem controlo, sem taxação, sem qualquer benefício para o país, portanto. Mas culpados não são apenas os aventureiros, também empresas se deram ao luxo de passar uma década sem cumprir as suas obrigações fiscais. É mais que tempo e hora de se pôr cobro à confusão nos diamantes. É imperioso fazer-se sentir a autoridade do Estado.

error: Content is protected !!