Isabel dos Santos vai processar Consórcio de Jornalistas

Segundo Isabel dos Santos, o consórcio "criou uma falsa narrativa" do seu trabalho. A empresária acrescenta também que os mais de 715 mil documentos que sustentam as reportagens "foram obtidos criminosamente através de "hacking""

Lusa / Plataforma

No mesmo dia em que se ficou a saber que o português Rui Pinto é o denunciante do escândalo “Luanda Leaks”, a empresária angolana envolvida no escândalo de corrupção garante, num comunicado divulgado pela agência Reuters, que vai processar o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), noticiou o site da Rádio Renascença.

Ainda segundo Isabel dos Santos, os mais de 715 mil documentos que sustentam as várias reportagens a cargo de 120 jornalistas de 36 meios de comunicação social em 20 países, “foram obtidos criminosamente através de “hacking” para criar uma falsa narrativa” sobre o trabalho da empresária.

“Refuto as alegações infundadas e as falsas afirmações”, acrescenta Isabel dos Santos, que vai terá a defendê-la no processo a sociedade de advogados norte-americana Schillings – que tem na sua carteira clientes como Harry e Meghan, J. K. Rowlling, Lance Amstrong e até Cristiano Ronaldo.

Isabel dos Santos foi constituída arguida, em Angola, na sequência das revelações do “Luanda Leaks”. Neste momento, é suspeita de má gestão e desvio de fundos enquanto liderou a petrolífera estatal angolana Sonangol.

error: Content is protected !!