Virgílio Fire regrava “Kazucuta Dança”

O músico Virgílio Fire, um dos precursores do estilo Kuduro, da “velha guarda”, juntou-se aos kuduristas da nova geração Nerú Americano e Scró q Kuia e produziram e gravaram o remake do sucesso musical “Kazucuta Dança”

No início da década de 2000, a música angolana brindou o seu público com muitos hits, num período em que o mercado angolano estava a ser invadido por músicas que traziam um novo estilo dançante, como “Kazucuta Dança”, sucesso de Virgílio Fire, que invadiu as pistas do país. A música fez parte da infância e adolescência de muita gente, sendo uma das faixas mais tocadas do ano 2000, altura em que o DJ Malvado e Chico Viegas lançam o álbum “Sem Respeito”, do qual faz parte este sucesso.

Por essa razão, Virgilio Fire, um dos precursores do estilo Kuduro, pertencente, portanto, à “velha guarda” juntou-se a dois kuduristas da nova geração, Nerú Americano e Scró q Kuia e juntos produziram e gravaram o remake do grande sucesso musical “Kazucuta Dança”. Os kuduristas, gravaram um clip exclusivo que está a ser usado numa campanha publicitária de uma distribuidora de sinal de televisão por satélite.

“Sempre tive um carinho imenso por essa música e não podia gravá-la com outra pessoa, senão com o próprio Virgílio, um dos grandes ícones do Kuduro, dançava imenso essa música e agora ela terá um significado ainda maior, pois, com este remake, a música terá um “pedacinho” de mim e isso deixa-me muito feliz”, disse Nerú Americano. Virgilio Fire, um dos precursores deste estilo musical, teceu elogios à iniciativa, por ter recuperado um dos seus maiores sucessos. “Foi compensador fazer este remake, e não poderia ter melhores parceiros que o Nerú e o Scró, que, para além de grandes amigos e “adorados” pelos seus fãs, são muito perfeccionistas e comprometidos com o trabalho.

leave a reply