Deputados de Malanje constatam a realidade do município de Kangandala

Com o objectivo de aproximar os deputados à população, parlamentares do Círculo Provincial de Malanje (CPM) foram, nesta Quarta-feira, 29, constatar as infra-estruturas do município de Kangandala e avaliar o seu grau de execução, enquadrados no programa aprovado pela Assembleia Nacional (AN) na presente legislatura parlamentar

POR: Miguel José
em Malanje

Nesta vertente, a administradora municipal de Kangandala, Engrácia Ramos, apresentou o relatório do grau de cumprimento dos projectos do Programa Integrado de Desenvolvimento Local de Combate à Pobreza (PIDLCP) de 2019 e as perspectivas dos projectos ligados ao Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) e também o Plano de Despesas Municipal para o ano em curso. Engrácia Ramos expôs que no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) tem contemplados duas escolas para comportar 17 salas de aulas, 80 quilómetros de estradas terraplanadas de acesso a duas comunas (Kulamajia e Karibo) e projecto saneamento básico, orçados em mil milhões de Kwanzas.

Porém, a responsável considerou que as obras projectadas, embora representarem muito pouco, para aquilo que são os desígnios do município, vão minimizar as necessidades básicas das populações, assim como relançar o desenvolvimento do município de Kangandala. “Sabemos que ainda não estamos bem servidos, mas mais vale tarde do que nunca”, sublinhou. No entanto, actualmente, a construção da estação de captação de água do Kwíje, que prevê beneficiar 15 mil famílias, cuja execução se situa em 80 por cento, está paralisa e a depender do financiamento do Governo Central.

Conselho das comunidades

Em face do actual paradigma político e social, o coordenador do Grupo Parlamentar da província de Malanje, Alfredo Junqueira Dala, exortou os membros do Conselho das Comunidades a interagirem permanentemente com as autoridades administrativas no sentido de conceberem ideias para o desenvolvimento social e económico do município. Referiu que a crise que assola o país pode ser superada com o empenho de todos munícipes na concepção de estratégias para ajudar a contrapor a pobreza e amenizar os problemas sociais das populações.“Não basta que os programas sejam definidos e que os projectos sejam concebidos. O que se precisa é que os projectos sejam executados para criar impacto na vida dos cidadãos”, sensibilizou o deputado.

Junqueira Dala disse que os deputados, enquanto representantes do povo, têm a obrigação moral e política de avaliar se os problemas que afectam os cidadãos vão encontrando solução paulatina. Não obstante os vários problemas de índole social, nos domínios da educação, saúde, água, saneamento básico, estradas e outros, que afectam as comunidades do município de Kangandala, citou a importância de a gestão administrativa estabelecer linhas de prioridades das necessidades essenciais locais, em conjunto com o Conselho das Comunidades, com base nos recursos financeiros disponíveis. Todavia, o encontro com o Conselho das Comunidades serviu também para persuadir as autoridades tradicionais a participarem activamente na moralização das suas comunidades contra as más condutas que colocam em causa a dignidade das pessoas e os direitos de cidadania.

error: Content is protected !!