Editorial: Uma questão de responsabilidade

João Lourenço tem conseguido manter Angola como plataforma indispensável na busca de soluções para a estabilização da região central e da dos Grandes Lagos em África. O seu papel reforça a política externa do país no continente, que deve ser assumida como um desígnio do estado, mais do que de líderes ou governos. Angola tem de saber o que quer e como influenciar para o alcançar. João Lourenço sabe que Angola quer paz na região, abertura de mercados e desenvolvimento conjunto, sabe que isto é importante para o desenvolvimento de Angola, sabe que cada um dos estados é importante para a estabilidade dos seus vizinhos. A cimeira quadripartida de amanhã, com o Rwanda, o Uganda e a República Democrática do congo, é, uma vez mais, sinal de que Angola não abdica do seu papel, da sua estabilidade e do seu projecto de crescimento conjunto, nem das suas responsabilidades internacionais.

error: Content is protected !!