“Nenhum angolano está afectado pelo Coronavirus na China” diz embaixador

O diplomata Gong Tao disse que o seu país tem capacidade fi nanceira e uma indústria farmacêutica capaz de dar resposta ao surto, mas reiterou que a ajuda internacional é sempre bem-vinda

O embaixador da China em Angola, Gong Tao, descartou, ontem, em conferência de imprensa, a existência de angolanos infectados com o novo Coronavírus no país asiático. Em resposta a uma pergunta de OPAÍS sobre a situação da comunidade angolana no seu país, em particular os estudantes, o embaixador Gong Tao frisou que os angolanos estão estáveis nas diversas universidades e outros locais. “Há 50 estudantes na cidade de Wuhan, epicentro da doença, e temos contactos com as outros nas universidades, mas não há informações de que alguém esteja infectado com o coronavírus”, disse Gong Tao.

Aos órgãos de comunicação social presentes, o embaixador da China disse que o seu compatriota que se encontra internado na clínica Girassol está estável e refutou as informações postas a circular nas redes sociais dando conta de que o mesmo teria morrido. O diplomata disse que os dados preliminares do corpo médico apontam para um quadro clínico de uma gripe simples, mas só a amostra enviada a um laboratório da África do Sul poderá comprovar. Gong Tao disse que têm mantido contactos permanentes com as autoridades angolanas, dando auxílio e partilhando informações, fruto da experiência do gigante asiático no combate a diversos surtos. Sobre a comunidade chinesa em Angola, Gong Tao disse que os seus compatriotas estão por si mesmos a adoptar medidas de segurança responsáveis, sendo que a maioria dos viajantes faz o isolamento até ao período recomendado pelas autoridades.

Ainda assim, reconheceu que o intercâmbio comercial entre os dois povos diminui signifi cativamente. Gong Tao disse que o seu país tem experiência sufi ciente no combate a vírus, tendo destacado o caso da gripe das aves H1N1. Referiu o poderio da indústria farmacêutica chinesa e o fi nanciamento do seu Governo para tratar os pacientes infectados, como é o caso da construção do hospitais que estão a ser construídos em tempo recorde para atender os pacientes com coronavírus. Entretanto, disse que o apoio de todos os países, a exemplo do apoio que estão a receber da Organização Mundial da Saúde (OMS), é crucial para ultrapassar esta fase. Dados actualizados apontam para 213 mortos, 171 pacientes curados, nove mil e 720 casos confi rmados e quinze mil e 238 casos suspeitos. Coronavírus é um grupo de vírus de genoma de RNA simples de sentido positivo, conhecidos desde meados dos anos 1960. Pertencem à subfamília taxonómica Orthocoronavirinae da família Coronaviridae, da ordem Nidovirales.

error: Content is protected !!