Suspeita de coronavírus: “o doente está muito bem”, atesta ministra da saúde

Em visita de trabalho à província de Benguela, a ministra da saúde, Sílvia Lutucuta garantiu ontem que o cidadão de nacionalidade chinesa, internado na Clínica Girassol, em Luanda, com sintomas semelhantes ao coronavírus, tem um quadro clínico favorável, apresentando melhorias

Sobre as políticas e medidas postas em prática para a prevenção do surgimento do coronavírus em Angola, Sílvia Lutucuta, ministra da Saúde, declarou ontem, em Benguela, que “estamos a trabalhar, como têm estado a acompanhar”.

Anunciou não haver motivo para pânico ou alarme social, visando “tranquilizar” os cidadãos angolanos e demais residentes em Angola, porque, segundo disse, “tivemos um caso suspeito, repito, suspeito”, mas, felizmente, “o doente está muito bem”. O paciente chinês, internado na Clínica Girassol, na capital do país, que chegou a Angola nas últimas semanas, vindo da China, “não tem manifestações nenhumas”, afiançou Lutucuta, “e a amostra foi (enviada) para a África-do-Sul”.

Quanto às análises feitas em Luanda, assinalaram “uma gripe comum”, logo, sobre o desfecho que se espera do país africano vizinho, paira a expectativa de “um resultado que nos ponha mais tranquilos”, ou seja, negativo. Por fim, a titular do Ministério da Saúde informou estarem “a tomar as medidas de contenção”, trabalhando “com os governos e gabinetes provinciais para prepararem as condições locais de contenção, para protecção individual e colectiva”.

error: Content is protected !!