Ravina “engole” muro de vedação do Estádio 11 de Novembro

Os adeptos do rei futebol pedem uma intervenção urgente para evitar o pior. Entretanto, este jornal tentou contactar o director do Estádio 11 de Novembro, mas não teve sucesso

As fortes chuvas que se abateram, Quinta-feira, sobre Luanda, criou uma ravina que derrubou o muro de vedação da zona Norte do Estádio 11 de Novembro, que dá acesso ao bairro Rei Mandume. A ravina de aproximadamente seis metros de cumprimento, três de largura e dois de profundida também está a engolir o tapete asfáltico. Isto dificultava a circulação dos amantes do desporto-rei que pretendiam comprar bilhete para assistir ao jogo entre o 1º de Agosto e o Zamalek do Egipto, em partida que contou para a última jornada do grupo A da Liga dos Campeões de África. No local, encontramos dois agentes da Polícia Nacional em serviço que disseram a OPAÍS que vão interditar a via de modo a evitar o pior para os automobilistas, ou seja, para que nenhuma viatura capote.

Aliás, com o muro de vedação do gigante 11 de Novembro desabado, os agentes temem agora pela segurança dos amantes do futebol e dos moradores do bairro vizinho (Rei Mandume), porque a zona é muita escura no período nocturno. Na senda deste assunto, a equipa de reportagem deste jornal tentou contactar o director do recinto, Luís Cazengue “Luizinho”, mas não teve sucesso.

Comissão preocupada

O coordenador do sector 3 da comissão de moradores do bairro Rei Mandume, Domingos Lima, mostrou-se preocupado com o estrago que a ravina fez, pois o mesmo teme o pior caso volte a a chover hoje ou amanhã. Domingos Lima explicou que água da chuva que vem do condomínio Vereda das Flores é que está a causar esta tragédia. “As autoridades do município de Talatona já vieram constatar o estrago que a ravina está a causar. Agora estamos a aguardar pela resolução”, garantiu Domingos Lima.

O responsável do Rei Mandume revelou ainda que isto é falta de uma vala de drenagem para escoar a quantidade de água. Por sua vez, o adepto do 1º de Agosto, Zito Fernando, aconselhou a direcção do 11 de Novembro a trabalhar com a administração do município para encontrar solução uma urgente.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!