Seis agentes do SIC Benguela detidos por envolvimento na morte de um detido

Um comunicado da delegação provincial do Ministério do interior diz que estão detidos os agentes envolvidos na detenção do cidadão quintas Feliciano, que viria a morrer no dia 28 de Janeiro no Hospital Geral de Benguela

A Delegação Provincial do Ministério do Interior de Benguela comunicou, ontem, em nota de imprensa, a detenção de seis agentes do Serviço de Investigação Criminal por suspeita de envolvimento na morte de um cidadão de 18 anos de idade que estava sob sua custódia. Trata-se de Quintas Feliciano, detido numa operação efectuada no Bairro da Graça, naquela cidade. Segundo a delegação, uma denúncia familiar deu conta do falecimento, no dia 28 de Janeiro, no Hospital Geral der Benguela, de Feliciano Quintas.

Ora, na madrugada do dia 17 de Janeiro, este jovem havia sido detido por agentes do SIC Benguela numa micro-operação no bairro em que residia, o Bairro da Graça, ele e mais três cidadãos que o comunicado não nomeia, por suspeita da prática de diversos crimes. Acontece que Feliciano Quintas viria a falecer dias depois da sua soltura em consequência, suspeita- se, de agressões sofridas às mãos dos agentes do SIC. Feita a denuncia pelos familiares, de imediato se iniciaram as devidas averiguações que culminaram na detenção dos seis agentes envolvidos, também eles não nomeados no comunicado de imprensa.

No comunicado que vimos citando, a delegação do MININT solidariza-se com a família enlutada e lamenta o sucedido, comprometendo- se a tudo fazer para a descoberta da verdade material dos factos e com a responsabilização dos supostos infractores. No fim do comunicado assinado pelo superintendente-chefe Pinto Caimbambo, a delegação do MININT apela à calma dos cidadãos e promete tudo fazer para a garantia da ordem e da segurança dos cidadãos no estrito cumprimento das normas previstas na Constituição e nas leis vigentes na República d Angola.

error: Content is protected !!