Habitantes do Panguila com nova biblioteca comunitária

Trata-se de um complemento aos programas de educação em nove escolas, cuja construção e remodelação foi financiada pela Associação do Bloco 15 A população do Panguila, província do Bengo, conta desde Sexta-feira última com uma biblioteca comunitária. Instalada na Escola Primária São José Freinademetz, está orçada em 14 milhões de Kwanzas e foi inaugurada pela coordenadora de projectos sociais da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), Anacy Lourenço.

É um complemento aos programas de educação em nove escolas, cuja construção e remodelação foi financiada pela Associação do Bloco 15, com objectivo de contribuir na melhoria da qualidade do ensino e aprendizagem. Em declarações à imprensa, o director de relações públicas e governamentais da ExxonMobil em Angola, Armando Afonso, explicou que os parceiros do Bloco 15 investiram cerca de USD 500 mil no projecto de criação de nove bibliotecas escolares nas províncias do Bié e Malanje (duas cada), Luanda, Huambo, Huíla, Namibe e Bengo, com uma.

Explicou que para o ano de 2020 prevê-se disponibilizar USD 1 milhão e dois mil dólares para financiar projectos sociais para as áreas de saúde, ambiente, família e da educação. Já o director da escola católica de São José Freinademetz, António Zinga, elogiou a iniciativa e solicitou mais apoios para a construção de um campo multiuso, escola de formação técnico-profissional, um centro de saúde e parques infantis. A escola primária e do 1º ciclo São José Freinademetz tem dez salas de aulas, 25 professores e matriculou no presente ano lectivo 585 alunos, mais 81 estudantes do que em 2019.

error: Content is protected !!