Edição 2020 do Carnaval de Luanda custará 180 milhões de Kwanzas

O valor em questão servirá para apoiar os grupos carnavalescos, na aquisição de material, e a atribuição de prémios aos cinco primeiros colocados nas três classes (A e B, Adultos, e C) infantil, respectivamente

A Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL) estabeleceu um orçamento de 180 milhões de Kwanzas para a realização da presente edição do Entrudo na capital angolana. O valor em questão servirá para apoiar os grupos na aquisição do material e atribuição de prémios aos cinco primeiros classificados nas três classes (A e B, em Adultos, e C) infantil, respectivamente.

Os desfiles do Carnaval de Luanda marcados para os dias 22, 23 e 25 na Nova Marginal contarão com a participação de 44 grupos, sendo 13 da classe A, 16 na classe B (adultos), e 15 na categoria infantil. De acordo com o secretáriogeral da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL), António de Oliveira “Delon”, a expectativa é de se ter um Carnaval à altura dos 45 anos de independência nacional. Por sua vez, o director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Manuel Gonçalves, afirmou que os valores estão assegurados, tendo acrescentado que o Ministério da Cultura, apenas subsidia os grupos e estes são sempre aconselhados a procurar parcerias para acautelar a questão financeira. Para Manuel Gonçalves, os colectivos carnavalescos devem criar mecanismos de sustentabilidade para se fortalecerem.

Como exemplo apontou os grupos União Kiela, União Recreativo do Kilamba, União Njinga a Mbande que têm estado a se organizar antecipadamente por perceberem como devem funcionar os grupos carnavalescos. Reiterou a necessidade de pautarem pela qualidade de enredo, indumentária, pontualidade, organização como forma de demonstrarem um festival adequado. O título na classe A está em posse do União Recreativo do Kilamba.

error: Content is protected !!