Governador promete melhorar imagem da cidade de Benguela

O governador provincial de Benguela, rui Falcão, afirmou recentemente, nesta cidade, que, dentro de pouco tempo, haverá uma Benguela melhor, apesar da escassez de recursos financeiros

Constantino Eduardo, em Benguela

A afirmação foi feita depois de ter conferido posse aos novos administradores municipais de Benguela e do Cubal, Adelta Matias, e Paulino Banja. O governante manifestou-se consciente da situação social do município sede, tendo prometido uma nova imagem para os seus habitantes e, para se concretizar este propósito, Rui Falcão considerou ser imperioso que se trabalhe em equipa. Apesar de os recursos serem escassos, Rui Falcão acredita que, com zelo, disciplina e dedicação, se poderá fazer mais do que fez no passado. “Depende muito do empenho e de todos os que integram esta equipa. Trabalhemos em equipa para fazer Benguela cada vez melhor”, disse.

A nomeação de Adelta Matias para Benguela foi bastante contestada, havendo quem pusesse em causa as capacidades dela para dirigir a complexa cidade de Benguela. Fontes próximas ao gabinete de Falcão confidenciaram a’OPAÍS que Adelta Matias foi a alternativa encontrada por Falcão face à recusa de alguns quadros do partido quando propostos para dirigir Benguela, por um lado, e, por outro, devido ao trabalho considerado positivo que desenvolveu no Cubal, onde foi administradora.

De acordo com as nossas fontes, de entre as individualidades que terão recusado a proposta de Falcão, ressaltam os nomes do docente universitário Tuca Manuel, director do Gabinete dos Registos, e António Kapewa Kalianguila, 2º secretário do Comité Provincial do MPLA. Adelta Matias veio do Cubal com a fórmula para tentar ultrapassar alguns problemas de Benguela “já bem identificados”, e nesta empreitada disse contar com o envolvimento dos munícipes para se ultrapassar os problemas. Sendo ela a primeira mulher a dirigir a Administração de Benguela, em círculos restritos confessa que aumenta sobre si algumas responsabilidades, tendo em conta o peso para dirigir o município sede da província.

Questionada sobre como encarava o facto ter havido quem pusesse em causa as suas capacidades para dirigir a circunscrição,
a nova administradora, nomeada por despacho do governador datado de 06 de Fevereiro, diz “confiar em Deus”, e que contava com o apoio dos munícipes. Por sua vez, para o novo administrador do Cubal, Paulino Banja, que substitui Adelta Matias no cargo, a prioridade recai para as áreas sociais, enaltecendo o facto de um dos seus adjuntos ser um engenheiro agrónomo, de modo a alavancar o sector agrícola, dadas as potencialidades do município. Na mesma ocasião, o governador provincial de Benguela conferiu igualmente posse a Miguel Arcanjo, nomeado director do Gabinete Provincial da Comunicação Social, que tem na reunificação da classe jornalística uma das suas prioridades.

Refira-se que a governação de Rui Falcão tem sido contestada pela população benguelense e no ano passado testemunhou manifestações de um grupo de jovens denominado Movimento Revolucionário. Estes pediam a sua saída incondicional, e foi acusado de ter feito pouco ou nada para desenvolver a província, com realce para as três cidades do litoral: Benguela, Lobito e Baía Farta.

error: Content is protected !!