Contas de Isabel dos Santos em bancos portugueses bloqueadas

A Justiça portuguesa decidiu congelar as contas que Isabel dos Santos tem em entidades bancárias portuguesas, assim como contas das suas empresas. A informação foi confirmada ao “i” por uma fonte conhecedora do caso. Contactado, esta manhã, o Banco de Portugal não enviou ainda qualquer reposta. A empresária angolana foi acusada no país por gestão fraudulenta e desvio de fundos durante o seu mandato na Sonangol, petrolífera da qual terão saído USD 115 milhões para uma sociedade da esfera de Isabel dos Santos.

Como o Semanário SOL noticiou este fim-de-semana, o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) abriu um inquérito a Isabel dos Santos e às suas empresas em Portugal, por suspeitas de crimes de branqueamento de capitais. Para a investigação foi constituída uma task force de magistrados liderada por Rosário Teixeira – que vai passar a pente fino todos os investimentos da empresária angolana e as informações enviadas pela Procuradoria-Geral de Angola, além do que foi revelado pelo Consórcio Internacional de Jornalistas, com base na documentação, supostamente, entregue pelo hacker Rui Pinto.

Segundo o SOL apurou, a carta rogatória entregue há duas semanas pelo PGR angolano foi incluída no inquérito, o que dá margem às autoridades portuguesas para uma ampla actuação. Rosário Teixeira, que coordena esta operação, é o mesmo procurador que liderou investigações como a Operação Marquês, e que tem a seu cargo a gestão dos alertas de transferências suspeitas enviados pelas polícias e bancos. O objectivo é reunir e avaliar o mais rapidamente possível toda a informação disponível.

error: Content is protected !!