Sindicato defende salário mínimo de AKz 60 mil em hotéis de cinco estrelas

Sindicato defende salário mínimo de AKz 60 mil em hotéis de cinco estrelas

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Hotelaria e Turismo, Inácio César, defendeu, ontem, em Luanda, que as unidades hoteleiras de cinco estrelas não podem pagar salários abaixo dos praticados por unidades similares de quatro estrelas (AKz 60 mil).


Registe-se como Assinante ou inicie a sua sessão para continuar a ler este artigo.
Entrar - Criar Conta