Leopoldino do Nascimento desmente posse pessoal de edifícios apreendidos pela PGR

Na sequência da publicação, no Jornal da Tarde da Televisão Pública de Angola (TPA) de ontem, 13 de Fevereiro, da notícia e do destaque “Recuperação de Activos: edifícios, creches e clubes náuticos de Leopoldino do Nascimento apreendidos”, o cidadão visado, em nota de esclarecimento a que OPAÍS teve acesso, explica que “a notícia veiculada pela TPA não confere com a verdade dos factos e atenta contra os (seus) direitos ao bom nome, honra e verdade”.

Segundo a nota, a notícia veiculada pela TPA, órgão de comunicação social, baseia-se num citado despacho de apreensão do Serviço Nacional de Recuperação de Activos da Procuradoria Geral da República que ordena a apreensão de imóveis titulados pelas empresas China Internacional Funda Limeted(CIF Hong Kong) e China Internacional Fund Angola(CIF Angola).

Entretanto, a mesma esclarece que Leopoldino do Nascimento não é proprietário pessoal de qualquer um dos imóveis citados pela notícia da TPA, realçando que o comunicado da PGR não faz referência ao seu nome, pelo que acha estranho ser citado durante o serviço noticioso da estação pública de televisão.

error: Content is protected !!