MCS garante maior atenção aos órgãos privados

O ministro da Comunicação Social, nuno dos Anjos Albino, assegurou que se se pretende atingir uma comunicação social mais eficiente, construtiva e produtiva, deve-se também assegurar que a formação, a superação e a qualificação dos quadros dos órgãos privados esteja voltada aos pressupostos e desafios que o seu ministério se propôs alcançar

O governante fez esta afirmação ontem, em Catete, no encerramento da XIV reunião ordinária do Conselho Consultivo da Comunicação Social, tendo referido que as recomendações e conclusões saídas daquele encontro serão também reflectidas nos órgãos de comunicação social privados. Segundo Nuno Albino, se se pretende atingir uma comunicação social mais eficiente, construtiva e produtiva, deve-se também assegurar que a formação, a superação e a qualificação dos quadros dos órgãos privados esteja voltada para os pressupostos e desafios que o seu ministério se propôs alcançar. Manifestou que as dinâmicas estão incorporadas no plano estratégico 2020/2022, sendo uma delas o redimensionamento da comunicação institucional do Estado, local e externa, com o objectivo de comunicar mais e melhor para o cidadão. Tornar uma comunicação social, uma imprensa mais próxima do cidadão, que possa criar interacção e galvanizar, sobretudo, o maior espaço de cidadania e contribuir para o Estado democrático e de direito.

Pretende-se trabalhar, disse, com os órgãos de comunicação, sindicatos e outras organizações afins. Avançou ainda que pretende atribuir cotas aos órgãos privados, método que está em análise e a sua implementação será discutida com os sindicatos e as instituições. Sobre a implementação do qualificador ocupacional, disse que alguns órgãos de comunicação social privados já dispõem deste procedimento. É um trabalho que o MCS está a realizar e augura que nos próximos tempos a maior parte dos órgãos estejam alinhados na implementação do qualificador ocupacional. “Os desafios da comunicação social são a nossa principal prioridade e é nossa convicção e reafirmo que são irreversíveis.

E nelas estão alicerçados todos aqueles eixos que já foram apresentados, em particular os da média digital e a operacionalização do Plano Estratégico de governação 2020/2022, entre outros instrumentos normativos ajustados à nova postura de governação”, disse A XIV reunião ordinária do Conselho Consultivo da Comunicação Social, produziu dezasseis conclusões e recomendações, como: 1-Apoiar os esforços do Executivo para o alcance das mudanças estruturantes no âmbito do programa de desenvolvimento nacional (PND); 2 – Criar condições para o reforço de um sistema de comunicação social democrático, diversificado e plural, devendo os órgãos públicos desempenhar um papel, central neste sentido, tendentes a garantir os direitos, as liberdades e as garantias, dos cidadãos; 3 – Melhorar e modernizar, a gestão das empresas de comunicação social públicas de forma a torna-las mais eficazes, e eficientes;

4-Reforçar o papel reitor metodológico do Ministério da Comunicação Social sobre os gabinetes de comunicação institucional e imprensa, os serviços de imprensa nas missões diplomáticas de Angola, os gabinetes de comunicação social, na padronização da comunicação institucional e interna e externa e a identidade do governo; 5 – Prosseguir os trabalhos de definição e consolidação da comunicação digital que poderá passar pela criação de um organismo regulador para o efeito; 6 – Introduzir ajustamentos ao pacote legislativo da comunicação social e sua regulamentação, adequando- o às dinâmicas sociais e encorajar o Ministério da Comunicação Social a continuar as consultas aos parceiros sociais e operadores do sector; 7 – Continuar a incentivar a iniciativa privada a dar o seu contributo para consolidar a existência de um sistema de comunicação social democrático, diversificado e plural; 8 – Desenvolver parcerias no âmbito da comunicação social, com os países das regiões central e austral de África para capacitação , apoio tecnológico, troca de conteúdos e mobilidade profissional.

leave a reply

error: Conteúdo Protegido!