Fissuras calcâneas (rachaduras nos pés)

POR: Suely LS Gamarano

Chamamos podopatias às doenças nos pés e a que mais se destaca, especialmente no sexo feminino, onde a incidência é maior, são as fissuras calcâneas, também conhecidas por rachaduras nos pés, caracterizadas por lesões lineares ou estreitas da pele, as lesões lineares são decorrentes de espessamento, endurecimento e perda da elasticidade da pele, fazendo-a se abrir e rachar. Levando em consideração sua espessura, podemos observar vários tipos de fissura calcânea; algumas fissuras fazem lesões superficiais e outras acometem tecidos mais profundos, ocasionando sangramento, por ocasião de espessamento e endurecimento da camada superficial da pele. Principais causas das fissuras calcâneas: andar e pisar incorretamente; Causas hereditárias; Frio, calor (alterações climáticas); Pouca hidratação ( não beber a quantidade de água recomendada); Diabetes, pele ressecada, pele sem sensibilidade; Alterações vasculares; Complicações da psoríase; Micoses; Agressões químicas; Andar descalço; usar sapatos abertos nos calcanhares (sandálias); Nos casos mais complicados, as fissuras poderão sangrar, poderão ficar muito dolorosas e poderá haver risco de contrair infecções bacterianas, porque o pé ficará em contato com o chão ao pisar. Prevenção de fissuras calcâneas ou rachaduras nos pés: É errado lixar bastante os pés, pois eles ficarão com a pele muito fina e sem queratose (pele morta), aumentando as fissuras, dai o organismo entende isso como uma agressão e trata de se proteger, formando mais queratose. Somente a podóloga, profissional responsável pelo tratamento dos pés, deverá saber a quantidade de queratose a ser removida sem prejudicar a integridade e a saúde dos pés.

error: Content is protected !!