Cinquenta cidadãos provenientes da China liberados da quarentena

Um total de 50 cidadãos provenientes da China, que estavam em quarentena no Centro da Barra do Kwanza, em Luanda, foram liberados ontem depois de estarem sob vigilância, revelou o inspector da Saúde, Miguel de Oliveira, em conferência de imprensa de balanço sobre o COvId-19, também conhecido por coronavírus

Deste número autorizado 13 são cidadãos angolanos, 36 chineses e um brasileiro, restando ainda 14 viajantes sob vigilância neste Centro da Barra do Kwanza, segundo o gestor. Já no Centro de Calumbo, em Viana, estão em quarentena 92 indivíduos, sendo 37 angolanos, 50 chineses, 12 americanos, dois canadianos e um da Cote D’Ivoire. Miguel de Oliveira garantiu que os centros têm as condições aceitáveis de alojamento, desmentindo, desta forma, informações postas a circular nas redes sociais sobre más condições que se vive em Calumbo. “Todas as pessoas em quarentena estão a ser tratadas com o devido humanismo.

É normal que os cidadãos manifestem as suas reclamações e exijam além do que têm, mas estamos a identificar as falhas nestes locais para a devida correcção”, garantiu. De acordo com o gestor de saúde, a situação epidemiológica no país contínua estável e as unidades hospitalares de referência estão a ser equipadas para garantir o internamento e assistência de eventuais casos. Miguel de Oliveira apelou, segundo a Angop, as direcções dos centros da periferia a encaminharem todos os casos suspeitos as unidades de referência para a devida abordagem.

No plano de resposta de contingência estão a ser desenvolvidas varias acções, entre as quais a capacitação de técnicos na elaboração de instrutivos normativos da saúde, bem como a união de vários de departamentos ministeriais na elaboração de projectos de biossegurança. Fez saber ainda que até ao dia 18 do corrente mês foram rastreados, no aeroporto 4 de Fevereiro, 40.794 viajantes provenientes dos vários pontos do mundo. Recordar que o coronavírus já provocou a morte de 1.870 pessoas, sendo que na China regista 72.522 casos confirmados. E tem total de 72 mil 522 casos confirmados e 1.870 óbitos e fora da China tem um total de 804 casos confirmados.

error: Content is protected !!