Competição entre os grupos carnavalescos arranca hoje na Nova Marginal de Luanda

A Classe Infantil, que é a primeira a desfilar na pista de 400 metros da Marginal, comporta 15 grupos que tencionam sagrar-se vencedores, através das ilustrações das suas canções e indumentárias no Entrudo que arranca às 17 horas

São no total 44 grupos carnavalescos que vão desfilar na 42ª edição do Carnaval de Luanda, que arranca hoje, 22, às 17 horas, na Nova Marginal, até Segunda-feira, 24 com os grupos da Classe Infantil (C), Classes B e A, designadamente.A classe infantil, que é a primeira a desfilar na pista de 400 metros da Marginal, comporta 15 grupos, sendo que o Cassules 54 dará início ao desfile, que arranca às 17 horas, seguindo-se o Cassules Kazucuta do Sambizanga, Cassules Kazukuta do Hoji-ya-Henda, Cassules Os Petrolíferos e Cassules Fogo Negro, que apresentarão as suas canções e indumentárias, de modo a sagrarem-se vencedores.

De igual modo, o Cassules Sagrada Esperança, Cassules Twafundumuka, Cassules 10 de Dezembro, Viveiros do Njinga a Mbande, Cassueles Café de Angola, Cassules Geração Sagrada, Cassules Jovens da Cacimba, Cassules Juventude do Kilamba Kiaxi, Cassules Amazonas do Prenda, Cassules Mundo da Ilha também têm os passos afinados, para este evento anual, de carácter competitivo.

O secretário-geral da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL), António de Oliveira “Delon”, em conversa com OPAÍS, avançou que tudo está pronto para o Entrudo, desde a decoração do espaço, o cenário, montagem de bancadas e questões de segurança. “Teremos uma tribuna oficial, quatro complementares e duas arquibancadas. O nosso objectivo é fazer com que o Carnaval aconteça em grande e que o público, no geral, fique satisfeito. Tudo que fizemos foi a pensar nos cidadãos. Por isso, as expectativas são enormes”, enfatizou.

Orçamento A APROCAL

estabeleceu um orçamento de 180 milhões de Kwanzas para a realização do Entrudo, que servirá para apoiar os grupos na aquisição do material e atribuição de prémios aos cinco primeiros classificados nas três classes. Delon avançou que, por falta de apoio, estão a trabalhar com um orçamento inferior ao referido anteriormente. “Com base nos apoios que vamos recebendo,iremos avaliar o que temos. Estamos numa fase de recepção de apoios e só poderemos dizer o valor real depois da realização do evento”, explicou.

Carnaval de Rua

Diferente das outras edições, nesta, será realizada o Carnaval de Rua, no dia 25, ao nível dos municípios. Delon explicou que os grupos estão orientados a fazer a festa, com o apoio das administrações locais. “Cabe à administrações trabalharem com os grupos, organizarem todas as condições, no sentido de garantirem segurança aos mesmos. O que constatamos é que os conjuntos têm vontade de sair às ruas, mas questões como iluminação e segurança são questionadas por eles”, apontou. Para colmatar a situação, o Secretário- geral da APROCAL avançou que o governador provincial de Luanda, Sérgio Luther Rescova Joaquim, reuniu-se na passada Quinta-feira com os responsáveis das administrações, tendo solicitado o seu engajamento e o apoio nesta actividade.

Outros grupos Desfilam ainda na Marginal, no Domingo, 16, os grupos da Classe B, nomeadamente o União Povo da Samba, União Juventude do Kapalanga, União Twabixila, União Jovens do Mukuaxi, Unidos do Zango, União 28 de Agosto, União Geração Sagrada, União Povo da Quissama, União Sagrada Esperança, Unidos do Kilamba Kiaxi, União Angola Independente, União Giza, União Twafundumuka, União Nova Geração do Mar, União Kwanza e o União Etu Mudieto Já a Classe A é constituída por 13 grupos, sendo que o União Kiela dará o pontapé de saída, seguindo- se o União 10 de Dezembro, União Jovens da Cacimba, União Recreativo do Kilamba, União 17 de Setembro, União Operário Kabocomeu, União, Kazukuta do Sambizanga, União Domant, União Mundo da Ilha, Amazonas do Prenda, União Café de Angola, União Njinga a Mbande e o União 54.

error: Content is protected !!