Hospital regista cinco casos diários de abortos provocados

O Hospital Materno-Infantil da província do Cuanza-Norte regista, diariamente, cinco casos de abortos provocados, a maioria dos quais envolvendo mulheres dos 18 aos 30 anos de idade.

O Hospital Materno-infantil do Cuanza-Norte assistiu, durante o ano de 2019, 358 mulheres com sintomas de abortos (provocados e espontâneos), uma redução de 106 casos em relação ao ano 2018. O director clínico da referida unidade sanitária, Fidel João Hebo, esclareceu que a maioria das mulheres assistidas com sintomas de aborto provocado, justificaram que tal prática é resultado da recusa dos parceiros em assumirem a gravidez e da baixa condição económica com que se debatem.

O médico referiu que alguns casos atendidos foram reportados ao Serviço de Investigação Criminal (SIC) para efeito de responsabilização das pessoas envolvidas, por ser passível de penalização à luz da lei. Fidel João Hebo alertou que os abortos provocados apresentam sérios riscos de infertilidade e de mortes maternas, uma prática que tem sido combatida com a promoção de palestras e campanhas de sensibilização das mulheres em idade fértil. Apontou a auto- medicação, ingestão indevida de medicamentos, incumprimento dos conselhos médicos e inobservância das consultas pré-natais como causas dos abortos registados, a par das gravidezes eutópicas e miomas.

No mesmo período, referiu, a instituição assistiu 2.907 (-35) mulheres em trabalho de parto, das quais 427 foram submetidas à cesariana, com saldo de 195 nados mortos. A instituição dispõe dos serviços de ginecologia, neonatologia, urologia, imagiologia e pediatria, assegurados por 15 médicos nacionais e expatriados, sobretudo de nacionalidade cubana. Com a disponibilização dos serviços de urologia, o hospital materno- infantil do Cuanza-Norte tem estado a solucionar o problema de um grande número de casais que se debatem com problemas de fertilidade. Inaugurado em 2012, em Ndalatando (capital da província), a referida unidade conta com uma capacidade de internamento de 140 camas, distribuídas pelas áreas de maternidade e pediatria.

error: Content is protected !!