Editorial: O Carnaval precisa de ser atrevido

Jornal OPaís edição 1757 de 24/02/2020

O carnaval angolano tem incertezas todos os anos, ou porque não há dinheiro para os grupos, ou porque se vai cantar ao vivo, ou no outro ano com músicas pré-gravadas por músicos conhecidos. Há que criar o hábito de dar certezas a algumas coisas, principalmente àquelas cuja data está fixada no calendário. Os estilos musicais não variam muito, como se sabe, a coreografia das danças e dos desfiles pode variar, as canções, estas, precisam de roupa nova, de ser mais atrevidas, de sair do apoio às instituições e ao discurso político para ir ao encontro do dia a dia do povo, daquilo que ele vive, dos seus sentimentos, das suas queixas. Da vida verdadeira. Assim seria possível atrair mais gente e tornar o Carnaval num produto comercial e turístico também. Há que atrever-se, ninguém leva a mal, os vivas já os temos o ano todo.

leave a reply