Carta do leitor: Esperar que caia tudo do céu…

Prezado director do Jornal OPAÍS, Quando vou a alguns países europeus noto que além do desporto escolar para formar bons atletas, eles têm espaços para a prática do desporto quase em cada quarteirão.

Desde campos de futebol aos de ténis, além, das piscinas, etc.. São espaços de clubes sociais, da administração local ou de associações profissionais ou de moradores. E são espaços em muito boas condições, melhor apresentados do que aquilo que temos cá de melhor, quer nos cuidados com as infra-estruturas, quer com a higiene, segurança e até no acompanhamento dos atletas amadores por contratadores de grandes clubes.

Na verdade, com o mínimo de vontade, acho que tudo aquilo não fica tão caro como os números que se avançam em Angola até para cortar a relva. Aqui, quando se faz alguma coisa, gasta-se milhões e gastase mal, não há resultados visíveis, não há retorno financeiro.

Há miúdos angolanos, ou filhos de pais angolanos a ingressar nos clubes mais importantes da Europa, alguns se tornarão estrelas do desporto, há uns que já dão o que falar em França. Mas onde se julga que começaram? Nos clubes grandes? Não. Começaram nos tais espaços perto de casa e da escola mas que têm boas condições. Aqui continuamos a pensar que as coisas boas caiem do céu. Vamos esperando então…. Diogo Santos Luanda

error: Content is protected !!