FAB condicionada em relação à contratação do novo seleccionador

A Federação Angolana de Basquetebol (FAB), gerida por uma comissão de gestão, está condicionada no que concerne à contratação de um novo treinador para a Selecção Nacional sénior masculina, segundo fontes deste jornal.

A FAB, desde que o presidente de direcção Hélder Cruz “Maneda” abandonou o cargo, tem uma dívida que ronda os 500 mil dólares com o seleccionador William Voigt. Por esta razão, o órgão que rege a modalidade no país sente- se impedido de contratar um substituto à altura. Aliás, a Federação vive uma crise financeira sem precedentes há mais de 24 meses.

A fonte deste jornal avança que a comissão de gestão, dirigida por Gustavo da Conceição, tem duas saídas. Uma primeira prende-se com a renegociação do passivo com o técnico norte-americano, ao passo que a segunda é chamar o seu adjunto Walter Costa e alinhar propor o processo. Alega-se que o contrato de William Voigt vence em Agosto do corrente ano. Ainda assim, está a trabalhar na Alemnaha há uns meses. A Selecção Nacional vai participar no Torneio de acesso aos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no Japão.

error: Content is protected !!