Tribunal suspende audiência para obter provas do Banco de Crédito da Suiça

O juiz-presidente da Câmara de Crimes Comuns do Tribunal Supremo Supremo, João da Cruz Pitra, suspendeu a audiência de hoje para se fazer diligências junto do Banco de Crédito da Suiça a fim de se obter informação sobre a garantia apresentada ao BNA.

Atendendo o tempo que o referido banco poderá levar para responder à carta rogatória do tribunal angolano, o juiz marcou a próxima sessão para o dia 10 de Março.

Neste mesmo dia, além de se fazer a análise dos documentos o, advogados e o procurador vão apresentar as alegações finais.

 

Em actualização

error: Content is protected !!