Editorial: Novos movimentos

Jornal OPaís edição 1761 de 28/02/2020

No julgamento do caso uSD 500 milhões, apenas agora, no fim do processo, se vai pedir ao Credit Suisse que se pronuncie sobre uma alegada garantia dada ao Banco Nacional de Angola. Este novo movimento não deixa de ser espantoso. Pode-se começar a questionar com que bases estava a decorrer o julgamento, sabendo- se que foi produzida informação durante a instrução preparatória. Depois de meses a citar-se os nomes do antigo Presidente da República, de bancos, etc., apenas agora se vai pedir esta informação?. Aliás, já foi demasiadamente mau saber-se que o ministro de Estado para o Desenvolvimento Económico, Manuel Nunes Junior, faltou a algumas sessões por não ter sido notificado como declarante. Ora, este é outro nome de que se falava quase desde a primeira sessão de julgamento.

error: Content is protected !!